Tá com dúvida?
A gente te explica!

seta
Que história é essa de Comunicação Consciente?

O termo consciente vem de conhecer seu papel e postura. De estar ciente e ideológico diante do seu propósito.

Aqui na Sátia, buscamos um novo olhar para a comunicação. Acreditamos que se as pessoas valorizarem sua essência e refletirem sobre suas ações diante da sociedade, podemos formar vínculos mais positivos para as pessoas e as marcas.

E o propósito, qual é mesmo?

Sátia, do sânscrito significa: usar mente e palavra para propósito do bem. Esse é o nosso propósito.

Aqui na Sátia o que nos une são nossas intenções com o trabalho e com a vida que queremos levar. Com os valores que carregamos e o que queremos deixar de positivo para o mundo.

Como essa agência funciona?

Valorizamos uma rotina leve, onde cada um possa viver sua vida como gosta e consiga organizar o seu tempo de forma prazerosa e produtiva. Temos uma gestão horizontal e aberta, onde todos possuem autonomia e liberdade na sua área.

Não temos rotina fechada de trabalho. Aqui tem liberdade, muita responsabilidade, momentos na agência, momentos home office, encontros, autonomia e trocas!

E o ambiente de trabalho?

No fluxo do nosso sentimento de cooperação, atualmente funcionamos em um Coworking. É um espaço colaborativo, que reúne pessoas e empresas que buscam um ambiente diferente do convencional e ao mesmo tempo inspirador para trabalhar. Há a possibilidade de networking com outras pessoas, de diversas áreas, para somar e trocar ainda mais. É lindo de viver. Ou melhor, de trabalhar!

E esse negócio de trabalho holístico com visão humanista e permacultural… Então vocês são uma “galera pode crê” ou “agência zen” da Comunicação?

Não, rs... Somos um grupo de pessoas que se uniu para ver esse trabalho acontecer. A gente se propõe a sair da “zona de conforto” e das “amarras sociais”.

Ser holístico é fazer algo integrado, pensando no todo, considerando todas as partes e as relações. Pensar de forma permacultural e humanista é valorizar as pessoas e uma partilha justa. Levar em conta o cuidado com a terra e com nossos recursos naturais. Intuição é conhecer o que está dentro nós. Ativismo é o movimento de trabalho para a transformar a realidade por meio de ação.

De forma colaborativa vamos construindo dia após dia. Acreditamos sim, que dá para ser diferente. E que dá certo assim.

Então vocês só atendem clientes e projetos conscientes?

Não. Nós buscamos olhar por um lado mais positivo para atender cada cliente e projeto, dentro das suas necessidades. E isso vai desde a relação com as pessoas até o conceito e o material. Pensamos na forma mais sustentável de fazer as coisas acontecerem, com a missão de gerar um impacto social e ecológico positivo.

Na prática, com as marcas, isso dá certo?

Dá sim. E é um grande passo para elas. As marcas que vão ter relevância no futuro são as que geram lucro e também valor pra sociedade como um todo. Os negócios devem pensar nas pessoas e nos recursos naturais. O famoso "valor compartilhado": valorizar uma marca, trazendo soluções para questões sociais e ambientais.

Mas e a crise?

A crise tá ai. E tem uma crise maior que vem de cada um de nós. A crise aparece em cada percepção que temos, daí vem o pensamento: “E o que eu posso fazer?”.

Somos parte da crise e precisamos saber o que fazer. Nas nossas casas, com nosso trabalho, em nossos projetos... Pessoas em crise precisam ter responsabilidade e iniciativa. Todos devemos nos movimentar!

Tem que ser zen para trabalhar na Sátia?

O que é ser zen para você? Ser zen para a gente significa estar bem e sereno. Estar confortável com o trabalho e com o ritmo de vida que estamos levando. O mais importante para trabalhar na Sátia é sentir que faz parte desse propósito que nos une e nos dá força para trabalhar.

Colaborar, trocar, compartilhar.. Quanta palavra bonita!

Na prática, é mais bonito ainda. Vamos olhar positivamente para os projetos, para o trabalho e para a vida! Quando nos conectamos com as pessoas, conseguimos resultados grandiosos desses encontros.

Transformar a sociedade? Você acham que vão conseguir?

Estamos fazendo a nossa pequena e grandiosa parte. A revolução acontece com cada um fazendo o que pode e nós escolhemos trabalhar com essa intenção. Bora? AHO!